Recomendação De Adubação, Calagem E Gessagem: Guia Passo a Passo

Você tem dificuldade em fazer a correta recomendação de adubação, calagem e gessagem a ser utilizada em sua plantação?

Já fez uma recomendação errada que prejudicou seu cliente? Vez ou outra surge alguma dúvida? E você produtor, como tem se sentindo sobre isso?

Você sabe que uma Interpretação mal feita pode causar sérios riscos com o solo além de trazer problemas para o cliente produtor rural.

Se você é produtor rural, técnico ou engenheiro agrônomo, já deve ter passado por essa dúvida:

Como, quando e por que utilizar uma adubação?

Então, você quer aprender definitivamente sobre interpretação de análise de solo, adubação, calagem e gessagem, fique ligado nesse artigo até o final.

Eu vou te ensinar a pegar uma análise de solo e fazer a correta interpretação, e recomendação de adubação, calagem e gessagem de forma precisa e didática, ou seja, aumento de produtividade e dinheiro no bolso.

Uma adubação feita com excelência vai muito além de aplicar fertilizantes na lavoura. Contudo se souber usá-los, poderá ajudar e muito!

É necessário conhecer a verdadeira necessidade de determinado cultivo, para poder tomar a decisão correta e com isso aplicar a técnica adequada.

Nos últimos anos, vimos avanços na agricultura (agricultura de precisão), bem como nos equipamentos que cada vez automatizam o processo.

É certeza de que todas essas mudanças refletem diretamente na adubação, que também vem se modernizando a cada dia.

Neste artigo abordaremos todas as questões relacionadas a interpretação de análise de solo, e ainda, a recomendação de adubação, calagem e gessagem.

Mas afinal, quais os riscos de uma adubação errada

Uma adubação mal aplicada vai gerar impacto na produção. Se for em excesso, prejudicará o solo e a lavoura.

Já, se aplicado adubo a menos, o solo não terá os nutrientes necessários para produzir o esperado, alem é claro, de uma perda financeira.

Além disso, uma adubação mal feita pode gerar mais custos com a utilização de fertilizantes desnecessários.

Como Fazer Adubação, Calagem e Gessagem
Clique e Aprenda a Fazer a Correta Recomendação de Adubação, Calagem e Gessagem

Como fazer adubação na era da agricultura de precisão

Nas últimas décadas, a agricultura de precisão ou simplesmente AP, vem definitivamente, modificando como é feita um adubação.

Com a agricultura de precisão, será possível mapear e entender todas a variáveis do solo, com isso, aumentando a produtividade.

Essa aparelhagem de tecnologia avançada ajudará a decidir a dosagem necessária de defensivos agrícolas e fertilizantes, gerando portanto uma economia considerável.

A agricultura de precisão impacta positivamente na produtividade, pois reduz drasticamente o uso demasiado de fertilizantes agrícolas.

Outro ponto importante da agricultura de precisão é a economia com o uso correto dos insumos, otimizando custos e aumentando a produtividade.

Além disso, uma dosagem errada de fertilizante e defensivo agrícola pode matar a lavoura, e consequentemente, gerar prejuízos incalculáveis.

Com os avanços da agricultura de precisão, máquinas modernas são equipadas com GPS, e assim feito o mapeamento do solo.

A máquinas calculam a exata adubação necessária para determinada cultura.

Portanto, a grande vantagem da AP é que ela consegue entregar dados precisos, para a tomada de decisão.

Assim, essa prática de interferência evita gastos desnecessários com insumos além de gerar economia para o produtor.

Em contrapartida, existe uma forma de adubação que utiliza um sistema de semeadura direta que nada mais é do que reaproveitar restos de material orgânico.

Trata-se de uma técnica muito utilizada na cultura da soja e milho sendo interessante, pois enriquece o solo e reduz o uso de fertilizantes agrícolas.

Mas, qual a diferença entre Calagem e Gessagem?

Gessagem

Gessagem, é uma das atividades que podem ajudar a sua safra a ter ganhos em produtividade.

Desta forma, o gesso agrícola vai ajudar a condicionar o solo, aumentando rapidamente as concentrações de cálcio (Ca2+) e sulfato (SO42–).

O sulfato ajuda a diminuir a toxidez do alumínio além de atuar no sistema radicular das plantas.

Enquanto que o cálcio, que é um macro nutriente, atua na parece celular das plantas.

Já o enxofre (que também é um macro nutriente) ajuda a planta a se defender de pragas e doenças, controlando a parte hormonal da planta.

Além disso, o enxofre é um importante componente utilizado na obtenção de proteínas.

Em linhas gerais, calagem tem como principais objetivos:

  • Diminuir a toxidez do alumínio em superfície
  • Fornecer maior absorção de nutrientes e água
  • Aumentar a produtividade
  • Fornecimento de cálcio em profundidade
  • Aumento do sistema radicular em profundidade

Entretanto, atenção: a gessagem não possui propriedades de correção de acidez de solo. Veremos sobre isso logo em seguida na calagem.

Aplicações da Gessagem

Não abordaremos o assunto muito técnico aqui. Nosso objetivo é te dar uma visão geral das possibilidades e apresentar a você caminhos a seguir.

Antes de mais nada, para fazer a gessagem em sua propriedade, é necessário fazer a análise de solo.

Com isso, determinar a quantidade de gesso agrícola que deve utilizar no solo.

Mais abaixo, logo após o conceito de calagem, abordaremos um assunto importante que trata de coleta e análise de solo. Acompanhe!

Gessagem em pastagens

Uma vantagem competitiva e econômica é utilizar a gessagem em pastagens, visto que essa prática além de hidratar o solo leva mais nutrientes a ele.

Gessagem no plantio direto

A ação dos corretivos que incidem na acidez do solo, geralmente se restringe a camadas da superfície.

Desta forma, o uso da gessagem no plantio direto, vem possibilitar a correção em profundidade, mesmo partindo de uma aplicação superficial.

Calagem

Calagem é a prática em acrescentar calcário ao solo com objetivo de neutralizar o alumínio trivalente.

Então, aumentando os teores de cálcio e magnésio neutralizando o pH do solo.

Em se tratando de calagem, é necessário apresentar alguns conceitos importantes, como seguem abaixo:

  • Acidez do solo
    • Acidez ativa
    • Acidez potencial
  • CTC do solo

Calagem e a Acidez do solo

O que é pH do Solo?
Clique e Aprenda a Calcular o pH do solo de forma prática.

Acidez está ligado diretamente ao pH do solo.

Veja, solos mais ácidos têm pH mais baixos, porém o inverso disso não necessariamente irá representar mais produtividade.

Em termos gerais, uma acidez boa deve ter um pH na faixa de 6.0 a 6.5 sendo a mais adequada para a maioria das culturas.

Calagem e CTC do Solo

Calagem do Solo: Como Calcular
Clique e Aprenda AGORA Como Calcular a Calagem do seu Solo

Podemos dizer que o CTC ou Capacidade de Troca de Cátions, corresponde a soma de carga negativa nas partículas microscópicas do solo.

Partículas Microscópicas do solo são a argila e matéria orgânica.

Colóides são a junção entre a argila e a matéria orgânica.

Então, Cálcio, magnésio e potássio são os principais nutrientes absorvidos pela lavoura e encontrados nos caloides.

Por outro lado, uma quantidade muito grande de alumínio representa um problema para a lavoura, pois caracteriza um solo muito ácido.

Sendo assim, o alumínio passa a ser um elemento muito prejudicial para a lavoura, pois causa a diminuição de absorção de água e nutrientes.

Ao fazer a análise de um solo, conseguimos identificar a toxidade que esse elemento está causando para determinado solo e com isso corrigi-lo.

Portanto é bom evitar a saturação acima de 20%, pois é considerada prejudicial.

Em suma, quais a diferenças e aplicações da calagem e gessagem?

Calagem

  • Atua no pH do solo
  • Altera o pH do solo
  • Fornece cálcio e magnésio ao solo
  • Atua superficialmente no solo
  • Elimina a acidez
  • Aumenta o CTC
  • Potencializa o aproveitamentos dos nutrientes

Gessagem

  • Não altera o pH do solo
  • Fornece ao solo cálcio e enxofre
  • Atua nas camadas mais internas
  • Redução de alumínio
  • Aumento do sistema radicular
  • Absorve mais água de nutrientes

Coleta e Análise de Solo: Como Fazer?

Por Quê Fazer Análise de Solo?
Aperte na Imagem e Aprenda AGORA o por quê de Fazer a Análise do seu Solo

Para decidir quais fertilizantes utilizar e as correções necessárias para um solo, é fundamental primeiramente saber o que tem nele.

Você sabia que quase 85% dos agricultores e mais de 92% dos produtores da agricultura de precisão utilizam a coleta e analisam o solo antes de mexer?

Como escolher um laboratório para fazer a análise do seu solo?

A regra básica é procurar um local perto de sua propriedade para evitar os custos de frete, porém nem sempre é possível.

De qualquer forma, é primordial escolher um laboratório com certificação PAQLF (Programa de Análise de Qualidade de Laboratórios de Fertilidade).

  1. Entre no site do Embrapa Solos, clicando nesse LINK.
  2. No site Embrapa Solos, você encontrará facilmente um link para baixar a planilha de todos os laboratórios.
  3. De posse da planilha, agora é escolher o laboratório para fazer a análise (física e química) do solo,

Para se tornar um especialista em interpretação de análise de solo, e recomendação de adubação, calagem e gessagem, conheça e curso abaixo.

O treinamento online do professor Daniel Scotá, surgiu de uma falha enorme que existe nas graduações e cursos técnicos da área agronômica.

Como Analisar Solos
Daniel Scotá

Daniel Scotá é professor de Agricultura, Culturas de Irrigação na EFA Rio Bananal – ES e CEO da Agriconline.

Licenciado em Ciências Agrárias pelo Instituto Federal do espírito Santo em Fertilidade dos Solos e Adubação.

O Daniel, conta que quando saiu da faculdade e iniciou sua vida profissional, foi para o campo e sentiu grandes dificuldades na implementação do que aprendeu e descobriu que:

AS GRADES CURRICULARES NÃO SÃO VOLTADAS PARA A PRÁTICA!

Especialização em Fertilidade de Solo – Da faculdade para o campo

Embora tivesse muito conhecimento teórico com as especializações realizadas, Daniel Scotá não conhecia a realidade do produtor rural.

Desta forma, veio a necessidade de desenvolver um material que solucionasse essa lacuna entre o conhecimento teórico e prática do campo.

Sendo assim, após muita pesquisa, estudo, e trabalho árduo, o professor encontrou um MÉTODO que uniu o conteúdo da faculdade e a prática.

E foi aí que surgiu o CPRAC 2.0, curso referência, extremamente didático, e direcionado para qualquer profissional da área.

Com isso, CPRAC 2019, é indicado para agrônomos, técnicos agrícolas, estudantes que queiram aprender como preparar solos altamente nutritivos.

O produtor agrícola pode fazer o CPRAC 2.0?

O produtor rural poderá fazer o CPRAC 2.0, desde que deseje ter mais independência, na hora de tomar decisões, e com isso economizar e lucrar.

Desta forma, aprender todo o método, representa para o produtor rural, mais “liberdade”, pois aprendendo o método, não dependerá de ninguém.

Que tal dispensar o profissional da área e ter o controle total da sua terra?. Será muito bom você aprender a fazer adubação, não é mesmo?

Análise de Solos, Recomendação de Adubação, calagem e Gessagem
Clique e Aprenda a fazer a Correta Adubação e PRODUZA MAIS AGORA!

Com o curso, você será capaz de pegar uma análise de solo, interpretar e fazer toda a recomendação de adubação, calagem e gessagem de forma precisa, direta e que principalmente considere o mercado local.

Desta forma, você estará apto a fazer qualquer recomendação, ou seja, até mesmo sem dominar a bioquímica vegetal, você se tornará um especialista.

Veja aqui as características encontradas no curso CPRAC 2.0:

  • Curso acabou de ser atualizado
  • Curso 100% online, podendo assistir onde e quando quiser.
  • Suporte online com o professor.
  • Todas as aulas são liberadas IMEDIATAMENTE.
  • Acesso vitalício a todo o conteúdo do curso online.
  • Treinamento com 10 módulos + Bônus sobre NPK.
  • Novas aulas disponibilizadas automaticamente (2019).
  • Certificado personalizado.

Após o treinamento, você será capaz de:

  • Pegar uma análise de solo
  • Fazer a recomendação de adubação, calagem e gessagem
  • Em qualquer cultura, qualquer produtos e em qualquer região do Brasil.

Sendo assim, os resultados de uma correta adubação da terra, são logo percebidos. A safra seguinte ganhará em quantidade e qualidade.

Por conseguinte, sem a preocupação de analisar o espaço a ser plantado, o produtor gastaria somas em dinheiro com produtos desnecessários.

Mas, o que eu posso esperar do curso CPRAC 2.0? qual o conteúdo?

  • MÓDULO 1 ➡ Conceitos físicos e químicos do solo;
  • MÓDULO 2 ➡ Macronutrientes e micronutrientes;
  • MÓDULO 3 ➡ Como interpretar análise de solo;
  • MÓDULO 4 ➡ Adubação mineral ;
  • MÓDULO 5 ➡ Adubação Formulada;
  • MÓDULO 6 ➡ Adubação orgânica;
  • MÓDULO 7 ➡ Calagem;
  • MÓDULO 8 ➡ Gessagem;
  • MÓDULO 9 ➡ Adubação Foliar;
  • MÓDULO 10 ➡ Fertirrigação;
  • BÔNUS ➡ Série NPK – Conceitos, recomendações e fertilizantes.
<